A comunidade digital formada pelo Canal Contemporâneo envolve pessoas e organismos que, com diferentes níveis de participação, navegam e irrigam a nossa rede. Esta seção apresenta os integrantes com vínculos a partir de associações, apoios, parcerias e patrocínios, e permite o acesso aos seus perfis e outras áreas relacionadas.
Canal Contemporâneo
emeio_ senha_
esqueceu seu emeio? esqueceu sua senha?
Pesquise por palavras e/ou expressões (entre aspas)

Perfil_

     
Juliana Notari   Artista / Criador
LOCALIZAÇÃO_
Rio de Janeiro   Rio de Janeiro    Brasil
CONTATO_
IDIOMAS_
português
inglês
francês
Videoinstalação.
Dimensões variáveis. Ambiente recoberto com terra e bolas de cabelo humano, 30 jabutis e projeções audiovisuais. Montagem na Amparo 60 Galeria de Arte, Recife, 2002.
BIOGRAFIA / APRESENTAÇÃO_
JULIANA NOTARI
[RECIFE, 1975]

Artista pernambucana, vive atualmente no Rio de Janeiro, é mestre em Artes Visuais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ, 2012). Em 2001 Juliana (www.juliananotari.com) realiza sua primeira individual “Assinalações” no Museu da Abolição em Recife, PE. Juntamente com outros artistas funda em 2000 o espaço coletivo “Atelier Submarino” no Recife, onde desenvolve atividades artísticas e produções coletivas dentre as quais está a “Exposição Casa Coisa”, marco na arte contemporânea do Recife nos anos 2000.
Desde lá realizou várias exposições individuais, participou de diversas mostras e recebeu prêmios onde se destacam os: “Prêmio do Salão Arte Pará 2014”, “Prêmio Funarte – Mulheres nas Artes Visuais 2013”; “Prêmio Bolsa de pesquisa no Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco, 2004.”
Representa o Nordeste em 2005 no Ano do Brasil na França nas mostras: “Brésil Pernambuco Art contemporain” na École Supérieure d’Art d’Aix-en-Provence e na mostra “Territoires Transitoires” no Palais de la Porte Dorée em Paris. Integra as mostras: “O Corpo na Arte Contemporânea Brasileira” (2005); “Trilhas do Desejo – Rumos Artes Visuais” (2008/2009) no Instituto Itaú Cultural, São Paulo; “Tripé/Escrita” no SESC Pompéia, São Paulo, 2010; “Festival Performance Arte Brasil” no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, MAM-RJ, 2011; “Metrô de superfície” no Paço das Artes, São Paulo, 2012; “Transperformance 2 – Inventário dos Gestos” no Oi Futuro/ Flamengo, Rio de Janeiro, 2012. Em colaboração com a crítica e curadora de arte Clarissa Diniz, Lançou o livro “Dez Dedos” em 2011, o qual reúne fotos de trabalhos da sua primeira década de carreira com textos críticos de diversos, curadores e críticos de arte. Possui trabalhos em coleções privadas e públicas entre elas; Museu de Arte do Rio (MAR, Rio de Janeiro), Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM, Recife) e Coleção do Banco do Nordeste (CCBNB, Fortaleza).

 



ENVIO DE CONTEÚDO_       CADASTRE-SE_       CONTATO_       SOBRE O CANAL_
Canal Contemporâneo - Todos os Direitos Reservados © 2005